Documentos:
» Pesquisar
Date Picker
» História

INFORMAÇÃO SUMÁRIA

 

Padroeira: Nossa Senhora da Expectação ou do Ó.
Habitantes: 1.108 habitantes (I.N.E. 2011) e 1.157 eleitores em 05-06-2011.
Sectores laborais: Agricultura, pecuária, louças, indústria têxtil e industria de panificação.
Tradições festivas: S. Brás (2 de Fevereiro), Santa Ana (26 de Julho), Santa Justa (último domingo de Agosto) e Santo Amaro.

Valores Patrimoniais e aspectos turísticos: Mosteiro beneditino, Cruzeiro de Algares e igreja paroquial, Monte Carmona, Penedo da Coxa da Hera com Figuras Rupestres, miradouro de Santa Justa e lugar da Vacaria, Parque Natural de Valinhas.
Gastronomia: Enchidos de porco, sarrabulho e cozido à portuguesa.
Colectividades: Associação Cultural e Desportiva de Carvoeiro, Grupo de Escuteiros e Clube de Caçadores.


 

ASPECTOS GEOGRÁFICOS

A Freguesia de Carvoeiro, está situada no extremo sudeste do concelho de Viana do Castelo e dista cerca de  18 Km da cidade de Viana do Castelo, que é simultaneamente a capital do concelho e do distrito de Viana do Castelo. Esta freguesia ocupa uma área de cerca de 1192 ha que se estende desde o rio Neiva até aos pontos mais elevados da Serra da Padela.
Carvoeiro tem por freguesias vizinhas:  a Norte, as freguesias de Geraz do Lima – Santa Leocádia e de Portela Susã. A  Sul, na outra margem do rio Neiva, a Freguesia de Durrães, pertencente ao concelho de Barcelos. A Nascente, a Freguesia de Vitorino dos Piães e a Freguesia de Poiares, ambas  pertencentes ao concelho de Ponte de Lima, e também, a Freguesia de Balugães, pertencente ao concelho de Barcelos. Por fim, a Poente está a Freguesia de Barroselas. 
 

RESENHA HISTÓRICA

 
Em Carvoeiro existiu um mosteiro beneditino, já documentado em 1129, de que nos resta a igreja e a parte residencial construída pelos meados do século XVIII.
Refira-se que a primeira menção explícita à regra de S. Bento , em território portucalense data de 959, mas esta só começa a ser observada, provavelmente a partir de 1085-1095, com a chegada dos monges de Cluny.
Este templo beneditino foi reformulado em 1704 e no seu interior espaçoso podemos apreciar um grandioso retábulo do altar-mor, em estilo nacional e dessa época. Localizado numa rechã, entre montanhas, onde outrora a pastorícia tinha áreas largas, tudo indica que a criação de gado tenha sido a principal fonte de rendimentos. O actual lugar, serrano, da Vacaria parece ter sido outrora uma simples branda do mosteiro.
D. Luisa Monteiro, notável de Carvoeiro cedeu à freguesia este mosteiro. Em Braga, encontram-se elementos provenientes do templo primitivo românico deste Mosteiro.
As origens do povoamento de Carvoeiro são muito remotas a confirmar essa antiguidade está o Penedo da Coxa da Hera com Figuras Rupestres. Na orla nordeste da freguesia, existe uma elevação onde se encontra o Castrejo de Carmona, povoado fortificado da Idade do Ferro, e do qual só restam ruínas de muralhas e casas circulares. A Serra da Padela, na sua progressão  para o Ocidente, apoia-se num contraforte conhecido pelo nome de Carmona, vulgo Caramona. Este monte em forma de cone tem 303 metros de altitude e apresenta as seguintes coordenadas: Geográficas Latitude 4l º 39’ e 45” — Longitude 0º 29’ e 08”.Encontram-se vestígios de uma povoação antiga: alicerces de casas redondas e restos de urna tríplice muralha envolvente. A um ou dois palmos de profundidade aparecem ainda fragmentos de tégulas e de outros objectos de olaria. Vários autores  julgam ser os restos da antiga cidade de Carbona, cujo nome adviria da circunstância de os seus habitantes fazerem muito carvão. Teria sido destruída pelos árabes em 716.
No livro “Inventário Colectivo dos Arquivos Paroquiais vol. II Norte Arquivos Nacionais/Torre do Tombo” encontra-se, na integra, a seguinte informação:
«A primeira referência conhecida a Carvoeiro encontra-se no documento 547 do Liber Fidei, de 1120, no qual é denominada “Carvonario”.
Existe documentação abundante dos séculos XII e XIII que refere o conto e mosteiro beneditino de Santa Maria de Carvoeiro, fundado nesta freguesia cerca de 885. Segundo o Padre António Carvalho da Costa, este antigo convento terá tomado o nome de uma grande cidade que existiu no alto de um monte próximo de Carvoeiro, de que ficaram vestígios.
O seu nome, Carbono, deriva do carvão, que ali se fazia.
No catálogo das igrejas da Terra de Aguiar do Neiva, de 1320, o mosteiro foi taxado em 60 libras. Em 1371, porém, foi avaliado em 15 libras e, em 1528, “no mosteiro de Carvoeiro S. Maria” rendia 200 reais.
Segundo Américo Costa Santa Maria Maior de Carvoeiro era curato da apresentação daquele mosteiro beneditino, tendo passado, mais tarde, a priorado.
O “Bispo D. Pedro e a organização da diocese de Braga” atribui-lhe como padroeiro Nossa Senhora do O.
No foro administrativo, pertenceu, em 1839, ao concelho de Barcelos, em 1852, ao de Viana e, em 1878, ao julgado de Vila de Punhe.»
Actualmente a população é de  cerca de 1.400 residentes. A actividade económica assenta tanto no sector primário, que tem sido dinamizado pelas iniciativas de agricultores que investem sobretudo na área da floricultura, como no sector secundário com as actividades industriais, que são a principal fonte de emprego e das quais se destaca a indústria têxtil, serralharia, carpintaria e cerâmica. De igual modo, têm sido registados investimentos importantes na área da mecânica. Não se pode deixar de referir o parque industrial com um acentuado numero de pavilhões.  No sector terciário,  as actividades comerciais está implementada, a qual é caracterizada por uma oferta relativamente reduzida, tanto a nível alimentar, bem como não alimentar a retalho. Todavia, os habitantes de Carvoeiro encontram na sua freguesia os principais bens e produtos de consumo quotidiano.
O parque escolar de Carvoeiro é constituído por um estabelecimento de ensino pré-escolar público e por uma escola pública de ensino básico do 1.º ciclo, servida por refeitório. Alunos de outros escalões escolares prosseguem os seus estudos nos estabelecimentos de ensino na vizinha freguesia de Barroselas, a qual dista apenas 1 km. O sistema de saúde e cuidados médicos não criou em Carvoeiro nenhuma estrutura de assistência médica, quer privada, quer pública. Os utentes destes serviços recorrem a Barroselas. Ao nível da solidariedade social, sem estruturas de apoio à terceira idade ou ao emprego, os habitantes de Carvoeiro dispõem apenas de um Jardim de Infância.
A Freguesia de Carvoeiro está presentemente dotada com um polidesportivo, um campo de ténis e um campo de jogos para a prática desportiva. No que diz respeito a estruturas culturais e recreativas, é de referir: o Museu Eclesiástico,  uma sala de espectáculos polivalente e de um salão de festas.
O associativismo está representado pela  Associação Cultural e Desportiva de Carvoeiro, pelo Grupo de Escuteiros  e pelo Clube de Caçadores.
  
( Fontes consultadas: Dicionário Enciclopédico das Freguesias, Inventário Colectivo dos Arquivos Paroquiais vol. II Norte Arquivos Nacionais/Torre do Tombo e Freguesias Autarcas do Século XXI ).
76ª Volta a Portugal Lib...
2014-07-23 17:30:00 A 76ª Volta a Portugal Liberty Seguros em bicicleta, está na estrada de 31 de Julho a 10 de Agosto e tem passagem pela União de Freguesias de Barroselas e Carvoeiro ...
AVISO : Tratamentos obrig...
2014-07-23 17:10:00 Se explora parcelas com vinha ou possui videiras dispersas, deve ler este aviso, do Ministério da Agriculta, com atenção...
Campeonato Nacional de Do...
2014-07-17 18:19:00 O Monte da Padela já está engalanado para receber os 150 atletas esperados este fim-de-semana para o Campeonato Nacional de DHI Vodafone 2014 ...
Tempo Viana do Castelo